Muito usado em projetos residenciais e comerciais, o piso vinílico é um revestimento térmico que une beleza, design e conforto. Ele auxilia no controle da temperatura ambiente e, muitos modelos possuem diferenciais, como tecnologia antirruído, que impede que o "toc-toc" dos saltos de sapatos incomodem.

Na hora de escolher o piso, alguns critérios devem ser levados em consideração: a durabilidade, a facilidade na instalação e manutenção do dia a dia, entre outras.

E nesses quesitos, os pisos vinílicos são nota 10! Feitos em PVC, eles são duráveis e resistentes mesmo para quem tem, por exemplos, bichinhos de estimação dentro de casa. A instalação é simples e, em alguns modelos, nem é necessário uma cola própria, ele é encaixado com um click. Dependendo do tamanho dos ambientes, a instalação é concluída em um mesmo dia, e não faz muita sujeira. Dependendo da situação do contrapiso, também dispensa o nivelamento antes da aplicação.

Os vinílicos também são fáceis de limpar e alguns deles dispõem de tecnologia anti risco. Eles são encontrados em placas, mantas e tapetes, não retém poeira, não mancham e não absorvem líquidos com facilidade.

A variedade de modelos, espessuras e cores também é um atrativo desse tipo de piso! Tem texturas que imitam madeira, cimentício... e as cores vão desde os tons mais claros, indicados para quartos de bebê e clínicas médicas, até os tons mais escuros, para compor ambientes mais intimistas.

Plus: o piso vinílico é um produto sustentável, pois é fabricado com materiais reciclados.

Confira alguns modelos que você encontra na Bhan:

  1. Trend Olmo - Coleção Design Linha Ambienta - Tarkett

A estampa que imita madeira ganhou uma versão mais moderna, com toques de cinza, ideais para ambientes residenciais, com inspiração industrial.

 

2. Linha IQ Toro SC - modelo 3093107

Muito usado em ambientes comerciais, esse piso vinílico é de excelente resistência à abrasão e maior facilidade de limpeza.  Devido à sua base ser de carbono puro,  é a melhor escolha para áreas onde é necessário o controle da condutividade elétrica, como indústria eletrônica e petroquímica, indústria farmacêutica e alimentícia, telecomunicações e instalações hospitalares (sala de cirurgia, anestesia e recuperação).